Publicado em Querido diário

Checklist: MAIO de 2015

Metas pré-estabelecidas:
– Escrever 10 páginas de pesquisa ou largar a Iniciação
– Registrar coletânea com 30 letras de música
– Usar a bicicleta do Itaú pelo menos 5 vezes ou cancelar o contrato
– Fazer do dia 13/5 o aniversário mais fofo que minha mãe já teve
– Voltar a dançar/fazer uma atividade física lúdica

Rio de Janeiro, 4 de maio de 2015 – Segunda feira, 9h34 – No estágio.
Tracei as metas acima quando ainda era abril e agora, no quarto dia do mês, já tenho uma perspectiva bem legal do que vai/pode ser meu mês. E pensei: por que não aproveitar as brechas do estágio pra fazer um acompanhamento eventual de como está sendo o meu mês? Deixar chegar 31 de maio pra lembrar de tudo vai ser fogo! Fazendo um pouquinho algumas vezes as coisas ficam mais leves. E, pelo menos pra mim, perceber as metas que estabeleci pra mim e alcancei é extremamente inspirador e dá vontade de continuar realizando. Então vamos à vaca fria: nunca entendi essa expressão
Maio já começou bom. Foi diferente desde o primeiro minuto. É sério. 00h00 encerrou-se uma d.r. via sms: “Curte sua noite, vai. Trégua. Perdão”. E fui. Estava na festa da Carol, e fui exercer minha presença a festa, já que não tinha mais discussão pra discutir. maio começou em perdão e dança.

Dia 1/5, sexta, foi feriado, e depois de ir dormir às 3h e acordar às 10h30, aproveitei o que tinha de tempo e disposição pra adiantar a parte “obrigatória” da vida, e à noite fui ver Bilac vê estrelas – coisa que já queríamos fazer há séculos – com o meu amor. 😀 A peça foi tudo e mais um pouco do que eu esperava, e reacendeu em mim a vontade de escrever meu roteirinho.

Parênteses: acho que vou mesmo sair do teatro. Amo a iniciativa da ECOA e provavelmente até volte um dia, mas, atualmente, não ta valendo a pena passar o sábado todo lá, depois de ter trabalhado de manhã, sendo que nem sinto as pessoas levarem teatro tão “a sério” assim (sei que teatro tem sua leveza, mas demanda certa responsabilidade, também). Fecha parênteses.

No sábado o Licom não abriu, então não trabalhei, o que permitiu que eu dormisse na casa da Cal, e que não precisasse correr com a correção das provas e planejamento da aula. De manhã fui pra casa, adiantei algumas coisas, vi filme com a mamãe e depois fui num rodízio de japonês que a Cal quer me levar há um tempão (Nik Sushi, VÃO!) e, meu deus, EU AMO SASHIMI. Comi uns 20, fácil. Sério, valeu muito a pena.

Ontem eu adiantei mais algumas coisas pra semana, e no fim de tarde fui andar de bicicleta no Maracanã, o que já me traz pras metas de maio! Olhando agora, acho que só alteraria uma delas: voltar a dançar. Não to sentindo tanta necessidade disso agora E a mensalidade da escola que eu havia escolhido é bem salgada. Tem um grupo legal no facebook – Compro de quem faz das minas – e vou querer ter dinheiros pra algumas artesanías.

Essa semana pretendo comprar o presente da mamãe. Vamos ver o que o resto do mês me guarda!

Rio de Janeiro, 28 de maio de 2015 – Quinta feira, 9h16 – No estágio.
Dois dias pra acabar o mês. A menos que eu cumpra o que faltou em 48h, algumas coisas vão ficar pra junho (ou pra vida)…
Mas vamos começar pelo que cumpri: fiz do aniversário da mamãe um dia lindo, ela ficou super feliz, tive total apoio do meu pai e me orgulho muito disso tudo. Andei bem mais de 5 vezes na bicicleta do Itaú e tomei gosto pela coisa. Não me matriculei em nenhuma escola de dança, nem circo, nem nada que o valha, mas foi por escolha própria. Sei lá, inacreditavelmente ando meio desinteressada por processos de criação artística. Cênicos, musicais, dançantes, literários… Não sei porque, mas não é só bloqueio criativo. É desinteresse, mesmo. Digamos que minha relação com a arte deu uma esfriada. Não considero esse um ponto não cumprido, já que não cumprir foi opcional.
Não registrei minhas músicas, e até dá tempo de fazer isso antes que maio termine, mas seria correria. Provavelmente vou acabar protelando.
E quanto à pesquisa, eu “semi-cumpri”. Não escrevi 10 páginas de pesquisa mas me juntei à uma amiga – a Tati – e estamos trabalhando no resumo de um artigo que pretendemos publicar, e tem super a ver com minha linha de interesse. Não vou sair do grupo de estudos porque corri atrás desse objetivo. Apesar de a meta ser mais específica, meu sentimento ficou tranquilo e satisfeito com a atenção que dei a esse sonho antigo. Deu um gás e aquela sensação de “agora vai!”.

MINI RETROSPECTIVA em ordem aleatória: festa da Carol, trancamento de matrícula na ECOA, #buscapelolattesperfeito, amizade com a ex da ex, surpresa pra Bruna, término de namoro, volta, término, volta, término…, tpm hard core, aniversário da mamãe, desentendimentos em família, desinteresse por produção artística, Bilac vê estrelas, bicicleta, terapia holística, surpresa do Huguinho, Lapa com a Tati, chorar bêbada, rendimento/interesse acadêmico superficial.

BALANÇO:
– Escrever 10 páginas de pesquisa ou largar a Iniciação
– Registrar coletânea com 30 letras de música
– Usar a bicicleta do Itaú pelo menos 5 vezes ou cancelar o contrato
– Fazer do dia 13/5 o aniversário mais fofo que minha mãe já teve
– Voltar a dançar/fazer uma atividade física lúdica

4 de 5. Acho que ta ok, né?
Que venha junho. Tô num dia confuso e não sei bem o que desejo, então nem vou fazer a checklist agora.
A bagunça mental é má conselheira.

Anúncios

Autor:

Carioca, 22 invernos, leão com touro. Gosto de apreciar e busco produzir arte. Sou professora. Faço cadernos. Amo. Assim, intransitivo, mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s