Publicado em Sem categoria

ficou em mim

uns pinguinhos de cloro da piscina ainda na pele, mas mais ainda o sol que resolveu se pôr aqui por dentro, e que há de renascer assim que eu te vir de novo.

o carinho, sua pele, sua boca, o violão, os olhares. elis, jeneci, criolo e titãs. os livros (quantas páginas no porvir!). um infinito caótico e ordenado no paradoxo do nosso amor que nos bagunça e nos compreende em si mesmo.

estão me guiando ainda (y de por vida) as lembranças de uma tarde líquida não pela falta de profundidade ou eternidade – já que isso temos de sobra – mas pela fluidez que o nosso amor nos traz.

você põe meu espírito de férias (nossas brechas…), mas ontem foi um dia pra guardar cheio de purpurina e adesivos 3d no meu scrapbook mental que, diga-se de passagem, tem páginas e páginas dedicadas a nós. ao laço.

uma tarde inteira com você foi exatamente (e só o que poderia ter sido) tudo o que eu desejaria que fosse: a amostra grátis e perfeita de tudo o que será nossa vida daqui pra frente.

ficou em mim
a certeza que já não tinha mesmo nenhuma dúvida
mas que a cada vez que você sorri
consegue se tornar ainda mais absoluta

ah, essas coisas que só o infinito abarca…

Anúncios

Autor:

Carioca, 22 invernos, leão com touro. Gosto de apreciar e busco produzir arte. Sou professora. Faço cadernos. Amo. Assim, intransitivo, mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s