Publicado em Sem categoria

sobriedade

já faz um tempo que percebi um padrão em mim – quando me preocupo com imagem, roupa, maquiagem, essas coisas, uns dias depois entro na bad sobre meu corpo.

mas queria conseguir desassociar uma coisa da outra porque moda é um assunto que fatalmente me interessa. penso na moda como uma exteriorização de nós mesmos, como uma forma de se colocar no mundo. é a primeira impressão que chega do que somos quando alguém nos vê. tenho consciência disso quando não depilo meu corpo, quando vou à praia com este ou aquele biquíni, quando não vou à praia…

só que a indústria que se formou em torno disso massifica tanto um determinado padrão magrocisbrancohetero que, mal eu começo a buscar artistas, personalidades e formas de se vestir e expressar que me chamem atenção, todas as flores dos saiões ficam apagadas na menininha anoréxica dentro de mim querendo sair.

no início desse ano me ocorreu que eu devia me manter inspirada. atualmente me ocorre que talvez isso signifique me manter criativa. talvez isso signifique me manter consciente das coisas com as quais sem que concordo, para não cair em discursos auto-destrutivos.

Anúncios

Autor:

Carioca, 22 invernos, leão com touro. Gosto de apreciar e busco produzir arte. Sou professora. Faço cadernos. Amo. Assim, intransitivo, mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s